Comentário Semanal

Com o feriado americano de Memorial Day, a segunda-feira foi de baixo volume. Mas uma olhada nas publicações de lá pode dar uma boa noção do que anda na mente dos investidores.

No Wall Street Journal a discussão é sobre o que é uma bolha financeira. A pergunta não é tão irrelevante quanto pode parecer à primeira vista. A definição do dicionário diz que há uma bolha quando existe um descompasso entre os preços de um ativo e o seu valor fundamental, na medida em que os investidores acreditam que poderão vender mais caro do que compraram.

Contudo, não é fácil dizer se existe ou não uma bolha no caso das commodities, pois não há como determinar se os preços estão alinhados com seu valor fundamental. E os preços podem oscilar violentamente, especialmente no caso do petróleo, onde oferta e demanda são rígidas no curto prazo, mas respondem ao preço no médio e longo prazo. Ou seja, é razoável esperar um ajuste nesse mercado, mas não é possível dizer nem quando esse ajuste virá, nem qual será a sua magnitude. Mas o movimento de alta não persistirá para sempre.

E a alta das commodities gera preocupação com pressão inflacionária nos bancos centrais do mundo todo. Muitos acreditam que o ciclo de corte de taxas de juros na economia americana, por exemplo, pode ter chegado ao fim.

Olhando para a bolsa americana depois da crise no mercado de crédito, muitos investidores parecem acreditar que os preços das ações das instituições financeiras já estão mais ou menos alinhados com o seu valor fundamental. Mas o ponto não é pacífico, como mostra entrevista publicada na última edição do semanário Barron’s que está repercutindo na blogosfera financeira. Nessa entrevista o gestor de fundos Sy Jacobs comenta que o processo de destruição de crédito que levou à quebra do banco de investimentos Bear Stearns continua vivo, que vários segmentos dos mercados financeiros ainda têm sérios problemas pela frente, e que o mercado de securitização não recuperou a sua credibilidade. Em resumo, ainda temos muita volatilidade pela frente.

Aqui no Brasil a bolsa tem se comportado de maneira relativamente tranqüila, principalmente pela forte presença de empresas produtoras de commodities, como a Petrobrás, em nosso principal índice. Na semana passada o Ibovespa caiu -1,81%, o Dow Jones -3,91% e o S&P500 -3,47%.

Veja aqui o acompanhamento de fundos distribuídos pela Benchmark.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: