União Européia, vítima da crise

A crise do sistema financeiro global começou nos Estados Unidos, mas uma de suas vítimas mais visíveis pode ser a União Européia. Com exceção do caso Fortis, onde a ação de resgate foi coordenada entre os governos da Bélgica, Holanda e Luxemburgo (=Benelux), a tendência tem sido de cada um por si. Ao garantir os depósitos dos seus bancos, o governo irlandês cometeu uma ilegalidade e colocou sob pressão os bancos dos países vizinhos. França e Alemanha não conseguem acertar os ponteiros em torno de um plano comum para uma espécie de euro-proer. O risco para as economias e para as estruturas de governo do velho continente é enorme.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: