Comentário semanal

A equipe econômica de Barack Obama parece estar administrando as expectativas dos americanos. Larry Summers, diretor do Conselho Econômico, disse nos últimos dias que os próximos meses serão “muito difíceis”, e que essa fase de dificuldades pode até mesmo durar um pouco mais do que se espera.

As declarações de Summers devem ser vistas no contexto das batalhas políticas de Washington. Obama e sua equipe trabalham para aprovar o seu pacote de estímulo econômico de mais de US$ 800 bilhões, e precisam de apoio popular para isso. O caminho parece exigir uma graduação fina dos prognósticos econômicos, mostrando que a conjuntura é difícil mas não desesperadora. Ou seja, o ambiente demanda ação do governo.

O fluxo de estatísticas econômicas parece compatível com esse cenário. Os últimos indicadores de emprego parecem reforçar a impressão negativa. Hoje, segunda-feira, tivemos um anúncio da empresa Caterpillar de que pretende demitir 20 mil empregados como resposta à forte queda de suas vendas e lucros em escala global.

Por outro lado, os números de vendas de imóveis nos EUA em dezembro foram surpreendentemente bons, com um crescimento de 6,5% nas vendas de imóveis usados. Este crescimento foi acompanhado por uma queda no valor médio dos imóveis transacionados. O que não deixa de ser um sinal positivo, pois indica que o mercado está voltando a funcionar.

Os mercados financeiros, no entanto, ainda enfrentam sérias dificuldades para voltar a operar. Summers garante que a operação de salvamento de bancos será conduzida de maneira mais transparente e responsável, mas a nacionalização de grandes bancos, impensável alguns meses atrás, está sendo discutida como alternativa mais barata e mais eficaz do que os programas de capitalização implantados até aqui.

Um dos problemas enfrentados pelo Fed é que as suas taxas de juros já chegaram muito próximo do zero e, portanto, não há muito mais o que fazer em termos de política monetária convencional. O Banco Central do Brasil certamente está longe deste problema. Mesmo depois da redução de um ponto percentual na reunião do COPOM semana passada, a taxa Selic de 12,75% ainda demonstra espaço considerável para mais cortes nos próximos meses.

Veja aqui o acompanhamento de fundos distribuídos pela Benchmark. Mesmo com a queda na bolsa brasileira na semana passada, o índice Ibovespa continua positivo no mês. E os fundos multimercado em sua maioria estão com boa rentabilidade acumulada no período, devido, em grande parte, ao movimento de fechamento dos juros futuros.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: